Como manter a dieta??

saude-e-bem-estar-16Porque a maioria de nós tem tanta dificuldade em perder peso? Grande parte de nós já iniciamos dietas que até deram certo inicialmente, mas acabaram resultando em retorno ou até maior ganho de peso posteriormente. Será que estamos fadados a ter que conviver com um peso que nos desagrada?

A terapia cognitiva enfoca no nosso modo de pensar, que gera nossas ações subsequentes. Dessa forma, antes de querer mudar o seu comportamento de comer, é necessário que você foque em que tipos de pensamentos você tem em relação à comida, fome, alimentação, etc. Quem tem dificuldades para controlar a alimentação costuma ter pensamentos automáticos (dos quais às vezes nem se dá conta) do tipo “não consigo resistir à esse doce”, “tive um péssimo dia, mereço comer!”, “só dessa vez não tem problema”… Quando se aprende a monitorar os pensamentos sabotadores, é possível então treinar-se para substituí-los por pensamentos mais adequados, que aproximem seus comportamentos de sua meta.

tumblr_lgbwuahbsl1qdwd3io1_400_large

Assim, é preciso contestar e duvidar dos seus pensamentos automáticos: será mesmo que você não é capaz de resistir a esse pedaço de bolo? Será que comer é a única forma para que você se sinta melhor depois desse dia complicado? Quando for questionar-se, foque-se também nas consequências: me sentirei melhor agora, mas como será daqui a 2 horas?

Conforme você aprende a monitorar e substituir seus pensamentos inadequados, também pode ir elaborando e testando diversas estratégias de comportamento, e vendo quais funcionam melhor para você: evitar ter doces em casa; listar atividades prazerosas que possam substituir a comida nos momentos difíceis; distrair-se com alguma coisa quando a gula atacar; fazer alguma atividade física para aliviar a ansiedade… Quanto mais você compreender quais pensamentos te prejudicam nesse processo, mais fácil será para combatê-los, e criar estratégias mais produtivas.

Algumas atitudes que podem fazer a diferença:

bem-estar-saude

Primeiro de tudo é fundamental que você tenha claro para si quais são seus objetivos, e como fará para alcançá-los. Uma dica é escrever, já que colocar no papel ajuda a tornar mais concreto.

Mantenha expectativas realistas, e vá aumentando-as gradualmente conforme for atingindo as anteriores. Isso evita a frustração, e aumenta o seu senso de auto-eficácia a cada etapa concluída, dando mais energias para a próxima.

Perdoe-se caso você escorregue: a culpa é um sentimento paralisante, que não te ajudará em nada. Retome sua meta em seguida, não deixe para o dia seguinte. Pense que o seu deslize foi apenas um deslize, você não perdeu tudo o que fez até agora.

Aproveite o deslize para identificar melhor suas dificuldades, e ver o que pode ser mudado.

Tente prever e se preparar para situações de risco. Por exemplo, aniversário de uma amiga querida em uma pizzaria: elabore de antemão possíveis estratégias que poderá usar para resistir à tentação (alimentar-se antes de ir; escrever uma lista de pensamentos que o foquem de volta em sua meta, para ler quando tiver oportunidade, etc).

Alguns estudos tem evidenciado que as palavras que usamos na hora de recusar alimento podem fazer toda a diferença: experimente dizer “não como”, ao invés de “não posso”, pois o primeiro traz a ideia de uma decisão, enquanto que o segundo evoca sentimentos de privação e sofrimento.

Compreenda que persistência pode ser praticada, não é um traço de personalidade que alguns nascem com e outros sem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s